Avançar para o conteúdo

Trail Linhas de Torres

“TRAIL LINHAS DE TORRES” DIA 23 DE MARÇO 2024 MAFRA – TORRES VEDRAS

www.LinhasDeTorresTrail.pt

Mitrica Leonard – Roménia – Ouro Damian Bogdan – Roménia – Prata Detienne Theo – França – Bronze

O “Trail Linhas de Torresque se cumpriu este sábado, dia 23 de março, com partida no Convento Nacional de Mafra e término em Torres Vedras na Expo Torres foi dominado por dois atletas romenos.

Mitrica Leonard da Roménia conquistou a primeira posição com um tempo de 3h.06’.07”. Seguiu-se Damian Bogdan também da Roménia que cumpriu o percurso em 3h.12’.18”.

O atleta francês Detienne Theoha ocupou a terceira posição ao cortar a linha da meta com um tempo de 3h.17’.42”.

Mário Fonseca do Exército foi o primeiro português com um tempo de 3h.35’.18” ocupando a 7ª posição da classificação geral.

Marisa Vieira da GNR foi a primeira atleta lusa com um tempo de 4h.01’.05” colocando-se no 17ºlugar. Nesta competição que ligou Mafra a Torres Vedras (Linhas de Torres) marcaram presença 250 atletas.

No âmbito do Desporto Militar cumpriu-se o Campeonato Nacional Militar de Trail e o CISM World Military Trail Championship em que estiveram atletas de Espanha, França, Chipre Reino Unido e Roménia além de Portugal.

Esta competição desportiva internacional colocou frente a frente as Seleções Nacionais Militares dos Países membros do CISM (Conseil International du Sport Militaire), do qual Portugal é membro desde 1956. Portugal esteve presente com equipas da Marinha, do Exército, da Força Aérea, da Guarda Nacional Republicana e da Polícia de Segurança Pública.

Este “Challenge” contou com um conjunto de provas de corrida de trail e em estrada, passando pelos concelhos que fazem parte da Rota Histórica das Linhas de Torres- Mafra, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras.

Os Atletas participaram em provas de – 6k Caminhada Solidária, que teve início na Tapada Militar de Mafra; 10k Trail, em Torres Vedras; 47k Trail Maratona (Convento Nacional de Mafra – Ermida N.S. do Socorro – e terminou na Expo Torres.

Alunos Desporto Escolar

Nesta edição de 2024, esteve também presente o Desporto Escolar com a participação de jovens alunos no 2k Trail Escolar, uma prova que se cumpriu no Parque Verde da Várzea em Torres Vedras.

Neste dia comemorou-se o Dia da Defesa Nacional.

UMA CAUSA SOLIDÁRIA

A Associação dos Deficientes das Forças Armadas (ADFA) é a entidade beneficiária com a sua participação neste evento. A ADFA, fundada, em 14 de maio de 1974, é uma associação livre e independente, considerada pessoa coletiva de direito privado e utilidade pública. Tem como missão, assegurar os direitos dos deficientes militares, reivindicando e desenvolvendo condições que possibilitem o pleno exercício da cidadania. Prosseguir com ações de cariz social e contribuir para a resolução das questões dos associados.

NOTA: TODOS OS RESULTADOS ATUALIZADOS EM www.LinhasDeTorresTrail.pt

A HISTÓRIA

“As Linhas de Torres Vedras foram um sistema militar defensivo, erguido a norte de Lisboa, entre 1809 e 1810. No mais profundo secretismo, o futuro duque de Wellington, traçou uma estratégia de defesa que consistiu em fortificar pontos colocados no topo de colinas, para controlar os caminhos de acesso à capital de Portugal, reforçando os obstáculos naturais do terreno. Este sistema, constituído por três linhas defensivas, estendia-se entre o oceano Atlântico e o rio Tejo, por mais de 85 km.

Quando concluído contava com 152 obras militares, armadas com 600 peças de artilharia e defendidas por cerca de 140 000 homens, tornando-se no sistema de defesa mais eficaz, mas também o mais barato da história militar.

Frente a elas decorreram, em outubro 1810, os combates de Sobral (12), Dois Portos (13) e de Seramena (14). Estes confrontos decisivos, entre as tropas francesas e o exército anglo-luso, foram também os mais curtos e menos sangrentos desde que o exército napoleónico invadiu Portugal.

Depois deles, as tropas de Napoleão perderam o ímpeto atacante, reconhecendo a intransponibilidade das Linhas de Torres Vedras enquanto aguardavam reabastecimentos e reforços que não apareceram, graças à ação de “guerrilha” portuguesa.

A 15 de novembro de 1810, o marechal Massena ordena a retirada das tropas francesas, tendo início a derrota de Napoleão Bonaparte, concretizada a 18 de junho de 1815 na batalha de Waterloo. Napoleão passou os últimos seis anos de sua vida confinado à ilha de Santa Helena e a Europa encetou um novo ciclo na História.”

Tlm.: + 351 91 777 60 18
Email: alc@alcomunicacao.pt www.analimacomunicacao.pt